Mulheres que correm com os lobos

..
Clarissa Pinkola Estes nesse brilhante livro sai em busca "daquela que sabe", a mulher selvagem. É um verdadeiro trabalho de escavação das partes mais subterrâneas da psique em busca de algo muito precioso que foi muito tempo contido. Através de contos de fada e mitos, a autora procura aos poucos revelar as muitas facetas da alma feminina que tem sido tão maltratada não apenas pela sociedade, mas pela própria mulher, que se afastou de sua parte selvagem.
Mulheres que correm com os lobos é uma verdadeira viagem ao interior daquela parte mais profunda de nós mesmos da qual insistimos em fugir. É uma busca por aquilo que há de mais verdadeiro e mais essencial em cada um de nós. Uma missão de vida que, mais cedo ou mais tarde, todos teremos que cumprir.

Este livro é um Protótipo da mulher moderna, que compete ombro a ombro com o homem, desconsiderando o seu diferencial feminino. Uma história para ler, refletir e prosseguir na direção da sua liberdade natural e conquistada, do seu carinho para consigo mesma, para com os animais, a terra, as crianças, as mulheres, os homens etc. As portas para o mundo da mulher selvagem são poucas, porém valiosas. Se você tem uma cicatriz profunda, ela é a porta; se você tem uma historia muito antiga, ela é uma porta. Se você gosta do céu e da água, tanto que mal consegue agüentar, isso é uma porta. Se você anseia por uma vida mais profunda, mais plena, por uma vida sã, isso é uma porta. O material desse livro foi selecionado para lhe dar coragem. O trabalho é oferecido como um fortificante para aquelas que estão no meio do caminho, incluindo-se as que lutam em difíceis paisagens interiores bem como as que lutam no mundo e por ele. E então, o que é a Mulher Selvagem? Do ponto de vista da psicologia arquetípica, bem como da tradição, ela é a alma feminina. No entanto, ela é mais do que isso. Ela é a origem do feminino. Ela é tudo o que for instintivo, tanto do mundo visível quanto do oculto, ela é a base. Cada um de nós recebe uma célula refulgente que contém todos os instintos e conhecimentos necessários para nossa vida. A mulher selvagem carrega consigo os elementos para a cura; traz tudo o que a mulher precisa ser e saber. Ela carrega histórias e sonhos, palavras e canções. Ela é tanto o veículo quanto o destino. A mulher que corre com os lobos, também chamada “Mulher Selvagem” ou “Aquela que sabe”, é a mulher que não se envergonha de respeitar os seus ciclos de vida, o seu lado mais primitivo, a sua espiritualidade. Uma mulher que enfrenta seus próprios medos e sobrevive às suas próprias fantasias infantis acerca dos relacionamentos, da maternidade, etc. Por tanto se você for introvertida ou extrovertida, uma mulher que ama a todos, uma mulher que ama a Deus, se você possui um coração singelo, ou as ambições de uma amazona; se você está querendo chegar ao topo, ou apenas levar a vida um dia após o outro; se você e animada ou triste, majestosa ou vulgar- A mulher selvagem lhe pertence. Ela pertence a todas as mulheres. Apesar do título (Mulheres que correm com os lobos) esse livro não precisaria ser direcionado exclusivamente ao público feminino, mas a todos os seres que buscam uma vivência na qual o prazer de estar vivo seja uma conquista diária.

Leia o livro:

Mulheres que correm com os lobos (Clarissa Pinkola Estés)

Title original (Women Who Run with the Wolves)


Download disponivel pelo:

. / baseado no Simple | por © Templates e Acessórios ©2013