Após tsunami, vulcão entra em erupção na Indonésia

..

A Indonésia vive nesta terça-feira (26) um dia de desastres naturais, com um tsunami, enchentes e a erupção de um vulcão em diferentes partes do arquipélago.
Um bebê é a primeira vítima do vulcão Merapi, na ilha de Java, que já deixou outras 13 pessoas feridas. A erupção ocorreu no mesmo dia em que o país foi atingido por outras duas tragédias: um terremoto de 7,5  graus de intensidade e um tsunami, que atingiram a ilhas próximas a Sumatra. Mais de cem morreram após a onda gigante. Até o momento, não há registro de brasileiros na região, segundo o Itamaraty (Ministério das Relações Exteriores).


A morte do bebê de três meses, em decorrência de um grave problema respiratório causado pela inalação de cinzas do vulcão, foi confirmada por fontes do hospital Panti Nugroho, de Yogyakarta, que fica distante da região atingida pelo terremoto.

Segundo o centro médico, nove pessoas de idade avançada deram entrada por problemas respiratórios e outras quatro por queimaduras. Nesta segunda-feira (25), as autoridades começaram a transferir 40 mil pessoas das áreas de risco.

O vulcão, que fica a 26 km da cidade de Yogyakarta, é o que apresenta maior movimento dos 69 vulcões em atividade na Indonésia. A última erupção aconteceu em junho de 2006.

País também é atingido por terremoto

No mesmo dia em que o vulcão Merapi entrou em erupção na ilha de Java, a vizinha ilha de Sumatra foi sacudida por um forte terremoto de 7,7 graus de intensidade, que provocou um tsunami, segundo dados do Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS).
Pelo menos 108 pessoas morreram e mais de 500 são consideradas desaparecidas após a chegada das ondas gigantes. As informações são do parlamentar Hendri Dori Satoko, do arquipélago Mentawai, o mais afetado pela catástrofe. Fontes do Ministério da Saúde local já estimaram os mortos em 113 pessoas.

Segundo o jornal Jakarta Post, centenas de casas foram arrasadas nos vilarejos de Pagai e Silabu, que ficam nas ilhas Mentawai.
O chefe da Equipe de Resposta a Desastres do Ministério da Saúde, Mudjiarto, disse que, na ilha de Pagai do Sul, as ondas avançaram até 600 m sobre a terra, atingindo os telhados das casas.

O parlamentar regional Hendri Dori Satoko disse à agência de notícias Reuters que a maior parte das construções na vila costeira de Betu Monga foi destruída. Segundo ele, das 200 pessoas que vivem no vilarejo, apenas 40 haviam sido encontradas. Outras 160 estavam desaparecidas, a maior parte mulheres e crianças.

- Nós temos pessoas relatando ao posto de segurança aqui que não puderam segurar suas crianças, que elas foram levadas embora [pela água]. Tem muita gente chorando.

Na Província de Banten, fortes chuvas inundam cidades como Tangerang. Especialistas disseram que o tempo chuvos, que ocorre durante a estação normalmente seca no país, deve continuar nas próximas semanas. Essas mesmas chuvas fora de época mataram 56 pessoas na vizinha Tailândia.

Tsunami matou 225 mil pessoas em 2004

Em dezembro de 2004, um tsunami causado por um terremoto de mais de nove graus na escala Richter nos arredores da ilha de Sumatra matou mais de 225 mil pessoas.

Padang foi uma das localidades mais atingidas na época, e seus moradores foram retirados de áreas costeiras por precaução. A Indonésia fica no chamado anel de fogo do Pacífico, onde a atividade vulcânica e sísmica (terremotos) é muito forte.

Ainda não há informações de que a erupção do vulcão Merapi tenha qualquer relação com o terremoto e o tsunami que atingiram o país no mesmo dia.

A Indonésia tem mais de 129 vulcões ativos, espalhados por mais de 17 mil ilhotas. O arquipélago também é frequentemente sacudido por terremotos.

http://noticias.r7.com/internacional/noticias/indonesia-vive-dia-de-tragedias-com-tsunami-vulcao-e-enchentes-20101026.html
. / baseado no Simple | por © Templates e Acessórios ©2013